Em 1992, a ONU instituiu o dia 17 de outubro (hoje) como sendo o Dia Internacional para Erradicação da Pobreza. Segundo pesquisas, 20 milhões de brasileiros vivem em extrema pobreza.

E pensar em pobreza, um fator que de imediato vem a mente é a fome. O que me fez pensar em um tema para esse blog: o desperdício de alimentos…

Números do desperdício:

  • Excluídas as perdas durante a colheita, o desperdício de alimentos no Brasil chega a 26,3 milhões de toneladas por ano.
  • O Brasil é um dos principais produtores agrícolas do planeta e um dos países em ocorre o maior desperdício de alimentos.
  • O total de produtos desperdiçados no Brasil seria suficiente para alimentar 35 milhões de pessoas.
  • No Brasil, 70 mil toneladas de alimentos vão para o lixo diariamente e a cada cinco minutos uma criança morre de problemas relativos à fome. São 288 crianças por dia.
  • De tudo o que os consumidores brasileiros adquirem, 20% são descartados no processo culinário ou devido a maus hábitos alimentares.
  • Os mais altos níveis de desperdício de alimentos no Brasil ocorrem no preparo e armazenamento em domicílio, restaurantes e cozinhas industriais.
  • Em nosso país, R$ 12 bilhões em alimentos são literalmente jogados no lixo por ano. Esse valor representa 1,4% do PIB brasileiro, o suficiente para alimentar 8 milhões de famílias, ou cerca de 30 milhões de pessoas carentes por ano, com cestas básicas de R$ 120.

 

Como evitar?

Faça uma compra inteligente  – Planeje suas refeições e nunca vá ao supermercado sem uma lista de compras, para evitar a compulsividade. E não caia nas armadilhas publicitárias de comprar mais coisas do que necessita.

Sim as Feias– Uma grande quantidade de frutas e vegetais é desperdiçada pela sua forma, tamanho e cor. Comprando estas frutas, você vai consumir alimentos que iriam ser descartados.

Consumo X Validade  – O habitual “Consumir antes de” dos alimentos é a data que indica o momento de maior qualidade do produto. Desta forma, a maior parte destes alimentos pode ser consumida depois desse dia. A única data importante é a “Data de validade”. Então você deve comê-lo em tempo ou verificar se o alimento pode ser congelado.

Aproveite todo o alimento– Deixe sua geladeira vazia. Seja criativo e cozinhe receitas usando todas as partes dos alimentos.

 Use e abuse do congelador – Alimentos congelados duram mais. Congele produtos frescos e restos de alimentos antes que eles estraguem. Você também pode fazer isso com a comida que sobra quando você come em restaurantes. Leve para casa e congele. Não tenha vergonha de pedir para levar as sobras.

Escolha meias porções– Escolha meias porções, geralmente vendidas pela metade do preço, em refeições feitas em restaurantes e outros locais fora de casa.

Transforme restos em adubo – Sempre existem alguns restos de frutas e verduras impossíveis de serem aproveitados. A estes alimentos deve-se dar o destino da compostagem. Corte em pedaços pequenos estas sobras e use-as para adubar a sua horta.

 Faço o FIFO –  Use o sistema FIFO (First In First Out – primeiro a chegar primeiro a sair, numa tradução livre). Isso quer dizer: consuma primeiramente o que chegou antes a sua despensa, e depois o que chegou mais tarde.  Guarde suas últimas compras ao final e as mais antigas na frente, para lembrar-se de consumi-las primeiro.

Doe o que não for aproveitar – Entidades assistencialistas, entidades de ensino e outras instituições irão receber com prazer seus donativos. Não deixe alimento algum estragar.

Bjs!!

Rafa

 @CozinhaRafinha – Nos siga no Twitter: além das receitas, dicas e truques da nossa cozinha

 

Anúncios