ms

Dá para imaginar um milk-shake feito sem sorvete?

Provavelmente não, mas a bebida de origem norte-americana era um preparo à base de ovos, açúcar, leite e uísque quando surgiu, no fim do século XIX. Espalhou-se rápido por lá e o chocolate, o leite maltado e outros ingredientes logo substituíram o álcool na receita. Por fim, o sorvete, base do milk-shake como conhecemos hoje, entrou há mais de cem anos na mistura e virou quase referência à bebida.

E como fazer um delicioso milk-shake em casa?

  1. Ingredientes de qualidade
    Para fazer a clássica bebida, vale a regra dos poucos e bons: leite integral (a gordura natural do leite encorpa a mistura), sorvete bem cremoso, de preferência à base de leite, e coberturas feitas a partir de bons ingredientes.
  2. Proporção correta entre leite e sorvete
    É a chave para a cremosidade ideal: nem muito ralo, nem consistente demais, que não sobe pelo canudinho. Valer-se de uma colher para tomar um milk-shake acaba com o seu propósito. A quantidade proporcional por exemplo é de aproximadamente 300g de sorvete para cada 80ml de leite. Quanto menos consistência o produto tiver, menos leite será utilizado. Atenção a alguns sorvetes de fruta, à base de água, que são bem mais ralos. Prefira potes de sorvetes novos, que não entraram e saíram do congelador diversas vezes. Congelar e descongelar forma cristais de água no produto, que se liquefaz ao ser batido.
  3. Utensílio para misturar
    Milk-shakes pré-preparados, como aqueles vendidos em grandes redes de lanchonetes, não podem ser comparados aos que são feitos na hora. Cozinhas profissionais utilizam mixers especiais, que batem e aeram o leite e o sorvete de modo uniforme, em grandes copos de alumínio. Existem versões domésticas disponíveis no mercado. São as ideais para bater o milk-shake. Mas o bom e velho liquidificador é o que todo mortal tem disponível em casa, certo? Nesse caso, a indicação é fazer mais de uma receita, em vez de pequenas porções, e bater em alta velocidade. Assim fica mais uniforme. Respeitar o tamanho da jarra do utensílio, e nunca esquecer de tampá-lo bem, também são cuidados fundamentais.
  4. Coberturas têm limite
    O milk-shake pode levar farofa, chocolate granulado, confeitos, crocante…até lascas de amêndoas ou de avelãs, e pedaços de biscoitos. Esses ingredientes, que deixam a bebida mais saborosa, são adicionados aos poucos e enquanto o shake estiver sendo batido. Pitadas dos produtos escolhidos podem ser salpicadas sobre a bebida antes de servir, também. Mas evite pedaços muito grandes, que podem entupir o canudinho, e escolha um ou dois ingredientes a mais. Só não vale mascarar o sabor do leite e do sorvete com mil confeitos.
  5. Sabores em harmonia
    De nada adianta sorvete de boa procedência acrescido de coberturas que não combinam com seu sabor. Bons casamentos de sorvetes e coberturas são:
    – Para base de chocolate: coberturas de granulado, de cookies e de chantilly.
    – Para sabor de banana: aveia, calda de caramelo, banana em natura, farofa, paçoca, canela e açaí.
    – Com sorvete de morango:
    suspiro, calda de frutas vermelhas, chantilly, morangos frescos.
    – O clássico, de creme, vai bem com:
    ovomaltine, castanha-de-caju, calda de caramelo, de morango, de frutas vermelhas ou com amêndoas torradas, em lascas finas.
    – Dá para fazer com sorvete de iogurte também: experimente banana, manga, morango, frutas vermelhas, castanha-de-caju, limão siciliano e hortelã.
    ms1E vamos a receita!!

    Milk-shake de Chocolate

    4 bolas grandes de sorvete de chocolate

    100 ml de leite

    Cobertura de chocolate a gosto

    ♥ Preparo:

    Bata no liquidificador o sorvete de chocolate com o leite, por alguns instantes, mantendo uma consistência cremosa ( Tome cuidado para que não fique ralo!) Decore a taça com a cobertura de chocolate e acrescente a bebida. Sirva imediatamente.

     

     

 

beijos!
Rafinha

 

Anúncios